Museus e monumentos no norte de Portugal

A história da região norte de Portugal é cheia de monumentos únicos: de vestígios romanos a magníficos edifícios modernos, obras arquitetônicas. Os museus da região oferecem uma compreensão mais profunda da história e cultura de uma região que respeita seu passado.
No centro histórico da cidade do Porto, reconhecido como Património Mundial, é impossível ficar indiferente aos monumentos que se abrem maravilhosamente aos seus olhos. Como podemos não notar na Praça da Ribeira a Ponte D. Luís e, por exemplo, a arquitetura de ferro que liga as margens do Rio Douro? Se você acha que essa construção de ferro parece mais familiar, não é. De fato, a ponte foi projetada por Teófilo Seyrig, um estudante de Eiffel. Aprecie os edifícios elegantes e o granito típico da Ribeira e explore suas ruas estreitas ou, se preferir, continue a caminhada pelo rio até a Praça do cubo. Você sabia que a cidade do Porto foi murada no passado? Construído no século XV, é a única parte da parede que ainda existe. De postigo a carvao, foram estabelecidas conexões entre barcos ancorados no rio e a rua Fonte Taurina, uma das ruas mais antigas da cidade.

Você vai adorar

Jóias de ouro Igreja de São Francisco e Arabian Hall Palácio da Bolsa, ambos no Porto.
Suba os 240 degraus da Torre dos Clérigos e, enquanto estiver no topo, desfrute da melhor vista da cidade. Perca-se na vastidão do Mosteiro de Tibanes, um dos maiores mosteiros do país. Imagine-se guardando a fronteira com a Espanha, começando pela enorme torre de menagem do Castelo de Bragança.

Ainda não muito longe do rio , você pode visitar a Casa do Infante / arquivo da cidade, no qual provavelmente nasceu o Infante D. Henrique, promotor da busca portuguesa. Na Casa do Infante, você também pode visitar os restos da ocupação romana e um modelo que recria a cidade do porto na Idade Média.

A poucos passos estão as duas jóias da Cidade Do Porto: a Igreja de São Francisco e o Palácio da Bolsa. A Igreja Data do século XIII, mas passou por várias mudanças, em particular, foram introduzidas jóias de madeira dourada e elementos rococó. É impossível permanecer indiferente à igreja, cujo interior é completamente coberto de ouro. O Palácio da Bolsa está localizado ao lado da Igreja de São Francisco e foi concluído no início do século XX. Foi construído a partir das ruínas de um antigo mosteiro de São Francisco pela Associação Comercial do Porto. Vale a pena visitar o palácio com um guia e desfrutar do seu luxuoso salão Árabe.

Você vai adorar

Uma curta caminhada de cerca de 10 minutos a pé do Palácio da Bolsa da catedral e permite admirar a história do porto em cada esquina: o antigo mercado de Ferreira Borges, um exemplo da arquitetura do ferro, o Mosteiro de São Domingos de origem gótica e São Bento, pelo qual o atrium é famoso pelos painéis azulejos , azulejos padrão que representam alguns Ao chegar à Catedral, vale a pena entrar e contemplar suas características barrocas. Além da Catedral, reserve alguns minutos para observar o impressionante edifício Episcopal de Paco, construído por Niccolo Nasoni-um arquiteto italiano do Porto, onde projetou o símbolo da cidade, a Torre dos Clérigos.

A torre e a Igreja dos Clérigos também merecem uma visita e, se você estiver em boa forma física, poderá subir até o topo da torre e apreciar a vista da cidade com seus sinos.
Deixe o barulho das ruas e entre no centro de fotografia Português, a poucos passos da Torre dos Clérigos. Aqui você pode visitar exposições fotográficas temporárias e uma exposição permanente de máquinas e materiais fotográficos do século XIX até os dias atuais. Curiosamente, o edifício que abriga o centro de fotografia português foi usado como prisão até 1974.

Um dos museus mais importantes da cidade é o Museu Nacional Soares dos Reis, que tem muitas obras de um escultor local que continua a chamá-lo. Aprecie com calma a escultura “o desterrado”, o trabalho mais famoso do escultor, bem como as coleções de artes e ofícios e pintura. Se você gosta de arte contemporânea, visite o Museu de Arte Moderna da Fundação de Serralves. Este museu possui um programa de exposições temporárias de artistas nacionais e estrangeiros. No Parque da Fundação, Vale a pena visitar a Casa de Serralves, o maior exemplo do estilo Art déco da cidade, que também abriga exposições. Fora da cidade do Porto, Você também pode visitar o Museu da cidade de Amadeo de Sousa Cardoso em Amarante. Este museu é o lar de arte portuguesa contemporânea e contemporânea, entre os quais destacam-se alguns artistas de vanguarda do século XX, como Amadeo de Sousa Cardoso, Julio Resende ou Vieira da Silva.Também vale a pena visitar o Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, em Braga, com um amplo repertório, vestígios romanos, Museu do Traje em Viana do Castelo, que revela a tradição e roupas típicas da cidade e da região do Minho também o Museu do Douro fica em peso da régua, que permite compreender a história da região e a sua tradição vinícola dedicado.

Tradição religiosa

A região do Minho abriga inúmeros monumentos religiosos e museus. Braga, uma das cidades mais antigas de Portugal e da Cristandade, é um excelente exemplo dessa cultura devocional responsável por algumas das estruturas religiosas mais impressionantes do país. Você não pode perder uma visita à Catedral, ao Teso-Museu da Sé em Braga e ao Paço Episcopal.
Se você quiser se afastar um pouco do centro da cidade, suba a montanha no Santuário do Bom Jesus do Monte, onde, além de admirar a cultura religiosa, você pode apreciar a vista de Braga. A cerca de 6 quilômetros de Braga fica o Mosteiro Tibaez, construído no século XVII e um dos maiores do país. Perca-se nos quatro mosteiros e maravilhe-se com as luxuosas decorações. Na costa da região do Minho, ou melhor, em Viana do Castelo, visite a Basílica de Santa Luzia, inspirada na Basílica do Sagrado Coração de Paris.

No Parque Nacional Peneda-Gerês, visite o Santuário da Senhora da Peneda e teste-se subindo a escadaria monumental que permite visitar 20 pequenas capelas que retratam episódios da vida de Jesus. Na região de Trás-os-Montes, propomos subir ao topo do Monte Farinha, no Mondim de Basto (Província de Vila Real), onde fica o Santuário de Nossa Senhora da Graça e a paisagem espetacular das montanhas da região.Caso contrário, você pode visitar o Santuário de Nossa Senhora Dos Remedios em Lamego. .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

÷ 1 = 4